Abordagens de Open Design

Breve resumo sobre 3 abordagens para o Open Design: o Design baixável (input), o Design distribuído (process) e o Design de Código-aberto (output).

 

Input side: Downloadable Design

Aberto na ‘entrada’ (na forma de começar um projeto). Utilizar materiais livres e abertos (e com licenças públicas permissivas) que permitam ser usados, modificados e redistribuídos (talvez comercializados).

Conceitos relativos: repositórios, forks, download, acesso verde/dourado, acesso aberto, impressão 3D, fablabs, fabricação digital

Exemplos:

 

Process side: Distributed Design

Aberto no decorrer processo (na forma de desenvolver um projeto). Participação de pessoas fora do grupo de design em todos os momentos do projeto. Permitir aproximação, colaboração e invectivar engajamento.

Conceitos relativos: colaboração, participação, peer-to-peer, design distribuído, design participativo
Exemplos:

 

Output side: Open Source Design

Aberto na ‘saída’ (na forma de disponibilizar). Materiais criados devem ser disponibilizados com arquivos fontes abertos e licenças públicas permissivas.

Conceitos relativos: software livre, formatos abertos, fontes abertas, licenças públicas

Exemplos de licenças:

Exemplos de Softwares:
Exemplos de Iniciativas:

 

Referências para leitura

Baseado nos textos de referência:

  • Antonio Celso

    bem informativo essa materia.
    azquadros.com.br