Manos, de Eduardo Chilida Imagem meramente ilustrativa.

Dissertação de mestrado: Design de interação e a amanualidade em Álvaro Vieira Pinto

Dissertação defendida no mestrado do PPGTE – Programa de Pós-Graduação em Tecnologia e Sociedade da UTFPR – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba (Brasil). Orientador: Luiz Ernesto Merkle. Defesa realizada no dia 19/02/2014, 14h, na UTFPR, Curitiba (sala C-301).

Apresentação de slides apresentada na banca de defesa do mestrado:

Nesta dissertação de mestrado, proponho uma outra compreensão do conceito de amanualidade em Design de Interação. Para tal investigo a utilização do conceito de amanualidade no Design de Interação, especialmente a partir da sua abordagem (a partir da noção heideggeriana) por Terry Winograd e Fernando Flores, e realizo um resgate da amanualidade segundo a compreensão do filósofo brasileiro Álvaro Vieira Pinto.

Acessar o artigo:

PARA CITAÇÃO

GONZATTO, Rodrigo Freese. Design de interação e a amanualidade em Álvaro Vieira Pinto. 2014. 196 f. Dissertação (Mestrado em Tecnologia) – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2014. Disponível em <http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/handle/1/808>.

RESUMO

Partindo da perspectiva de tecnologia de Álvaro Vieira Pinto esta dissertação explora possibilidade de aproximação do seu conceito de ‘amanualidade’ aos fundamentos em Design de Interação. Este trabalho busca contribuir para a compreensão da transformação social e tecnológica a partir do manuseio de artefatos, e apresenta considerações para fundamentos em Design de Interação tomando por base o pensamento de Vieira Pinto, especialmente a partir do seu conceito de amanualidade, que trata das relações entre o ser humano e os objetos ao seu redor, disponóveis ‘a mão’. Proveniente da filosofia fenomenológico-existencial, esse conceito já é debatido noDesign de Interação Humano-Computador, principalmente pela aproximação realizada por Terry Winograd e Fernando flores, no qual a amanualidade (readness-to-hand) é utilizada para compreender a dimensão existencial da ação humano no uso dos artefatos no cotidiano. A conceitualização da amanualidade realizada por Vieira Pinto permite compreender dimensões da relação entre pessoas e artefatos, considerando o caráter ativo dos sujeitos no desenvolvimento tecnológico e a ampla faceta sócio histórica da existência humana, pelo uso e pela produção de artefatos a partir do trabalho realizado com esses. Para tal, realizamos um resgate histórico do conceito de amanualidade e dos fundamentos em Design de Interação, analisamos como o conceito é caracterizado por Vieira Pinto e propomos um contraponto entre sua caracterização e a forma como é proposta por Winograd e Flores, assim como considerações para o Design de Interação a partir da amanualidade de Álvaro vieira Pinto.

RESUMO EM INGLÊS

This dissertation explores the possibility of using the concept of ‘amanialidade’ (handiness) to understand the fundations of Interaction Design. Developed by Álvaro Vieira Pinto, this concept seeks to grasp social and technological transformation from the handling of artifacts. In thes work we present considerations dor fundations in Interaction Design building on the thought of Vieira Pinto, especially from your handinnes concept, whick dels with the relationship between human beings and the objects aroud, available ‘at hand’. Coming from existencial -phenomenogical philosophy, this concept is already discussed in Interaction Design and Human Computer, Interaction, Mainly by the interpretation made by Terry Winograd and Fernando Flores, in which readinees-to-hand (handiness) is used to understand the existencial dimension of action human use of artifacts in everyday life. The conceptualization of handiness by Vieira Pinto allows the understanding of dimensions of the relationship between people and artifacts, considering the active of individuals in technological development and the widespread socio-historical facet of human existence, by the use and production of artfacts from the work with them. With this aim, we corried out a historical review of the concept of handiness and the foundations in Interaction Design, we analyze how the concept is characterized by Vieira Pinto and we propose a counterpoint between their characterization and how it is proposed by Winograd an Flores, an examples in Interaction Design from the handiness by Álvaro Vieira Pinto.

PRINCIPAIS SEÇÕES DA DISSERTAÇÃO

  1. Introdução
  2. Tecnologia e Sociedade na perspectiva de Álvaro Vieira Pinto
  3. O Conceito de amanualidade no Design de Interação
  4. Contribuições para o Design de Interação a partir da amanualidade de Álvaro Vieira Pinto
  5. Considerações finais e direções para estudos futuros
  6. Referências